Hoje eu fechei a janela

01:52

      Troquei minha cama de lugar, coloquei perto da janela. Assim eu posso ver o céu a noite. Mas eu sempre esqueço a janela aberta.
As vezes eu olho pro céu e vejo as estrelas e por fração de segundos é como se elas flutuassem no ar.
Olhar pro céu é tão pertubador.
Esse silêncio,
essa falta de respostas.
As vezes eu choro.
Essa imensidão é tão profunda que me assusta, mas acho que não estou mais olhando o céu. Acho que isso vem de dentro de mim.
É  como se ele refletisse quem eu sou.
É como se eu estivesse clara. É como se tudo sempre fosse claro e óbvio de mais.
      As estrelas são difíceis de enxegar. Aqui dentro também é assim. Algumas ja apagaram antes mesmo de você conseguir ver. E outras estão fracas, mas ainda aqui.
São poucas as coisas que me fazem sentir assim. Que me fazem enxegar para além da imensidão. São poucas as coisas que me fazem chegar até mim.
Você era uma delas.
      As vezes quando olho duas estrelas juntas é como se você estivesse aqui, é como se eu estivesse olhando nos seus olhos.
Apagando meus cigarros lentamente e observando a brasa se apagar.
Observando o brilho no olhar, não brilhar mais.
Observando o céu amanhacer preguiçosamente. Já está tarde.
Hoje eu decidi não obrservar as estrelas até cair no sono, desta vez eu decidi fechar a janela.

You Might Also Like

0 comentários