Primeira vez

00:10

E eu que acreditava nunca ter visto o Sol tão de perto, foi quando ela sorriu, uma chuva de cores cintilantes tomaram meus olhos naquele momento, foi como tocar o céu. Ela me deu asas e fez com que eu acreditasse no impossível.
Algo no jeito como ela se move faz com que cada do meu corpo pulse por sua presença, minhas mãos imploram para tocar sua pele, mas não posso. Sinto-me como uma criança pobre olhando um brinquedo caro através da vitrine. A cada passo um novo movimento mágico, eu posso jurar que enxergo suas grandes asas cada vez que ela passa por mim, asas brilhantes, espalhando brilho e luz por onde passam; asas de fada, anjo ou demônio, o olhar dela se nega a ser decifrado por um pobre mortal como eu.
Observo seus passos cuidadosos, criatura magnifica, possui uma aura tão brilhante que seria capaz de cegar aqueles que a observam, um rosto tão inocente e puro que nos derruba só de vê-lo.
Seu sorriso pode acabar com guerras e conseguir a paz mundial. Nunca compreenderei a forma que ela consegue ser um segredo, sua liberdade a faz brilhar. Gostaria de tê-la sem apagá-la.

"Eu gosto tanto dela, a ponto de querer tá perto, pronto
Não tem outro jeito de me ver sorrir
É louco o efeito dela, aqui."

You Might Also Like

0 comentários